segunda-feira

Eu, perdoar? Jamais!!


Fim de ano chegando e algumas pessoas costumam fazer uma reflexão sobre o que foi feito, o que já foi  aprendido e o que foi deixado para a próxima etapa. Isso é muito legal e por si só, também um ponto de extrema sabedoria: autoconhecimento - Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. 

Mas então, uma das lições que a maioria de nós costuma deixar para depois é justamente a mais importante de todas, o perdão.  Não culpo ninguém, perdoar é realmente muito difícil. Algumas pessoas chegam a dizer que só quem pode perdoar é Deus.

O problema maior é que quase todos pensam que perdoar é esquecer o passado. Não é bem assim, perdoar não implica em ter que ter uma crise de amnésia. Perdoar significa lembra-se que todos nós estamos neste planetinha como simples aprendizes, alguns criados há mais tempo do que outros, em patamares de sabedoria diferentes, em fases evolutivas diferentes, alguns bem rudimentares, outros mais adiantados, que já não cometem tantos erros grosseiros. Perdoar implica em lembrar-nos que somos seres em constante evolução e, assim sendo, também cometemos muitos erros, pois é errando que se aprende de verdade. Perdoar, na verdade, tem o sentido de “eu entendi o que houve e porque houve; me liberto deste peso a partir de agora”.  Tirando mais um valioso aprendizado dessa experiência para viver sua vida em paz.

Outro problema também grande em perdoar é que a gente pensa que perdoando está premiando o agressor/infrator.  Ele(a) não merece que eu o(a) perdoe...  Quem conhece um pouco da lei da vida sabe que o infrator nunca escapa da lei do retorno, porque sua própria consciência interna (bem escondidinha lá no fundo) o impele à reparação de seu erro, sua alma exige o aprendizado. Isso pode levar anos, mas não falha, nunca, nunca, nunca. Então, quando não perdoamos alguém, estamos nos aprisionando a ele e, por conseqüência, nos castigando mais ainda. Isso é inteligente?


Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Perdoando, ficamos mais leves para subirmos ao Pai, para adquirirmos bagagem de qualidade, equilíbrio, luz e paz.  Perdoando, premiamos a nós mesmos, com a certeza que mais uma importante lição foi assimilada, deixando a cargo da vida as voltas que a vida dá.


Artigos Relacionados:


Nenhum comentário :

Postar um comentário

O que você achou? Deixe sua opinião. Ela é muito importante!