segunda-feira

O que acontece após a morte?

Eu agradeço aos Mestres Ascensionados Djwal Khul, Lord Kuthumi e Jesus-Sananda, assim como Joshua David Stone pelas informações abaixo.

Primeiro, fiquem certos, meus amigos, de que a vida realmente continua após o que vocês chamariam de “morte”, e na realidade não há morte como vocês a conhecem. Há de fato um processo de renascer, mas renascer novamente para o seu verdadeiro Eu Espiritual e reunir-se a Deus. Deus, com o seu amor incondicional e sabedoria, deseja que vocês saibam disto.

A reencarnação é, portanto, um fato. Nós somos extensões de nossa alma que continuamos reencarnando inúmeras vezes em nossa busca para compreendermos as nossas verdadeiras identidades como filhos e filhas de Deus. Na realidade não há tal coisa como a morte. A morte é uma ilusão do sistema terrestre de pensamento do ego negativo. Vocês são, neste momento no tempo, almas que vivem temporariamente em um corpo físico. Em média, cada alma já experienciou o renascimento cerca de 250 vezes, por esta razão somos todos especialistas nisto. Algumas almas podem até ter vivenciado 3.000 encarnações!

Esta é a Escola da Terra e é importante que vocês se lembrem de que a sua alma escolheu vir aqui a fim de aprender e, principalmente, se ajustar, através de suas interações com ela e com os outros. A Escola da Terra é uma experiência incomparável para este propósito e é a melhor universidade possível para a alma se experienciar e evoluir mais rapidamente. É por isto que escolhemos vir aqui.  Sua vida foi planejada por vocês antes que vocês chegassem aqui e teriam escolhido os seus pais, amigos, ambiente, empregos, etc, de acordo com o seu plano Divino, de que experiências vocês precisariam vivenciar para a evolução de suas almas antes de nascerem aqui. Inúmeros espíritos aguardam pacientemente a sua oportunidade de renascerem, portanto, é muito importante que vocês compreendam como vocês são afortunados e privilegiados por estarem aqui e viverem a vida o mais plenamente possível e não desperdiçarem nenhum momento!

Agora, uma vez que a sua alma realizou este plano Divino, ela pode escolher retornar ao Espírito e, a fim de fazer isto, a alma precisa retornar novamente aos planos internos (céu) e o único modo de atingir isto é abandonar o denso corpo físico da terra. Quando vocês retornam ao Espírito, a sua individualidade não é perdida e vocês são as mesmas pessoas naquele lado que eram neste lado. A única coisa que vocês perdem é o seu corpo físico e o corpo etérico. Naturalmente, vocês gravitarão a um plano de consciência de acordo com o crescimento de sua alma e isto significará que vocês então habitarão em um corpo espiritual que será ou Astral, Mental, Emocional, Búdico, Átmico, e/ou um Corpo Ascensionado de Luz novamente, dependendo de seu nível de evolução.

Lord Krishna, no Baghavad-Gita, disse que “Aonde vocês irão quando morrerem é determinado pelo último pensamento em sua mente antes da morte.”  Isto é verdadeiro. E assim, toda a vida é uma busca, na realidade, de morrer com o pensamento de Deus na mente. O mesmo processo acontece quando se vai dormir à noite. Aonde se vai durante o sono é determinado pelo último pensamento na mente. Se alguém assiste ao noticiário antes de dormir, provavelmente terminará onde a última “área perigosa” estiver no planeta. Se, antes de dormirmos, passarmos alguns momentos meditando, orando ou lendo material Espiritual, então, provavelmente, nós terminaremos nos Planos Celestiais da existência durante o estado de sono. Paramahansa Yogananda, o grande santo da Índia, disse que as pessoas, ao fizerem a transição ou a morte, será uma maravilhosa experiência se elas tiverem a mais leve porção de crença e propósito espiritual em suas vidas. Somente aquelas pessoas que estão completamente afastadas de suas almas e que são completamente materialistas e egoístas que vibrarão nos Planos Astrais Inferiores.

No momento da morte, uma vez que a sua alma tenha tomado a decisão de que deseja retornar aos Planos Internos da Consciência, o Filamento de Vida, o filamento da Consciência, e o Antakarana (tubos de luz que os conectam ao Divino e ao seu eu superior), todos se retiram novamente para a Mônada de sua Alma (ou Eu Superior). A sua alma então passa por uma experiência de “Bardo” de três dias, como abaixo:

O Bardo interage nos 3 dias que se seguem à verdadeira experiência da morte do corpo físico.

Fase 1 do Bardo:  
é o momento exatamente anterior à morte, quando a extensão da alma (vocês) se verão na pura e esplêndida Luz de Deus. Todas as almas vêem esta luz, apesar do seu nível de progresso ou de evolução espiritual. É DA MÁXIMA IMPORTÂNCIA QUE NESTE MOMENTO VOCÊ SE PERMITA A FUSÃO COM ESTA LUZ. Fundir-se a esta luz é se permitir se fundir com Deus. Lembrem-se do que eu disse anteriormente no Baghavad-Gita: aonde iremos ao morrermos é determinado pelo último pensamento na mente antes de morrermos. Nós devemos, portanto, permitir que o derradeiro pensamento em nossas mentes seja somente o de se fundir com a luz.

Problemas podem ocorrer quando as pessoas não são educadas sobre a ciência da morte e de morrer, e não sabem sobre a pura Luz de Deus.  Assim, elas podem perder esta oportunidade grandiosa. Por que elas perdem esta magnífica oportunidade? Por muitas razões. A primeira é que elas não sabem que elas pretendem se fundir à Luz, assim não o fazem.  A segunda razão é podem existir noções religiosas pré-concebidas do medo da Luz.  Terceira: muitas pessoas quando morrem, são também drogadas por médicos. Outras podem ser tão materialistamente identificadas, que Deus é a última pessoa em sua mente.  Outras podem estar tão preocupadas com as suas famílias ou questões de bens ou patrimônio e outras com preocupações e medos. A maior razão, entretanto, é uma compreensão errônea básica desta importante ciência.



Fase 2 do Bardo:
lida com o processo se a extensão da alma (você) perdeu a oportunidade de se fundir à pura Luz de Deus inicial e lhe é dada uma segunda chance. Esta luz secundária é reduzida um pouco e não é tão brilhante e pode ser mais confortável. A fusão com esta Luz ainda possibilita a avançar no desenvolvimento espiritual.


Fase 3 do Bardo:
Nesta fase, as duas primeiras oportunidades foram perdidas e a extensão de alma (você), usualmente passa por um período de 3 dias revendo a sua vida. Esta terceira fase foi frequentemente chamada de “O Vale do Julgamento”. Este não é um julgamento no sentido da palavra do ego, mas, preferivelmente, quando  se revê a vida, ela é vista com uma clareza espiritual que a extensão da alma provavelmente não tinha antes da experiência do Bardo. Este processo de revisão não é absolutamente assistir a um filme, é mais como reviver realmente os  momentos fundamentais da vida. A coisa singular em relação a esta experiência, é que se tem a oportunidade de restabelecer e de tirar proveito das lições perdidas. A terceira fase do Bardo é um teste espiritual.  Como se realiza, determinará para que dimensão e nível se gravitará após deixar a experiência de Bardo.  Deus nunca julga a personalidade.  A extensão da alma (você) é que está se julgando.

O próprio Mestre Jesus disse: “Na casa do meu pai há muitas moradas”, e realmente há. Há cidades espirituais com mais prazeres da vida do que vocês experienciaram aqui na Terra, exceto que as coisas que não servem não são necessárias.  Por exemplo, comer, beber e dormir não são mais necessários depois de um tempo, pois vocês não mais habitam em um corpo físico.  Não há necessidade para o transporte público, poluição, drogas, álcool. Há muitos trabalhos e instituições de aprendizagem, mas não há mais qualquer necessidade para advogados, etc. Vocês podem, entretanto, criar qualquer coisa que desejarem e se isto significa comer ou beber, então que assim seja.


Mensagem de Alan Payne do site “Curando com os Anjos”
Canalizador: Alan Payne

Alan Payne esteve na jornada espiritual nos últimos trinta e nove anos. Desde uma idade precoce ele compreendeu que possuía determinadas habilidades psíquicas e espirituais, o que eventualmente o levou a estudar artes marciais, mas nos últimos cinco a onze anos, os seus dons espirituais o impulsionaram a encontrar um Mestre em Reiki com quem ele estudou intencionalmente, capacitando-o a se tornar um Mestre em Reiki. Estas sincronicidades, por sua vez, o realinharam ao seu caminho espiritual de serviço. Segundo ele, o equilíbrio foi alcançado ao ser um guerreiro (árduo) por um lado, e um curador (suave) por outro.

“É a minha crença firme que estamos agora na Era do Aquário, do amor, da unidade e da mestria. O Amor e a Unidade é a chave para a ascensão para todos. Ascensão é Mestria. Como todos nós somos Divinos, Deus está em cada um de nós. Todos nós somos Um. Todos participam de uma família. Um dos nomes Divinos é EU SOU O QUE EU SOU. Portanto, EU SOU em vocês!  Mestria, é porque estamos aqui para dominar as nossas vidas e superarmos as nossas lições de vida. As técnicas que eu emprego são designadas para auxiliá-los neste processo. O poder é seu e vocês têm este poder... Deus os Abençoe!... No mais Profundo Amor e na Luz mais Brilhante.

Alan


Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br


Links relacionados:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O que você achou? Deixe sua opinião. Ela é muito importante!