quarta-feira

Palestra no GAF - 11/Dezembro/2013

O GAF - Grupo de Apoio Fraterno (grupodeapoiofraterno.wordpress.com) é uma casa maravilhosa, fundamentada no Universalismo e pertencente à Grande Fraternidade Branca. Situado na Tijuca/RJ, suas reuniões são divididas em palestras voltadas ao amor universal, à ética e à moral, reuniões de estudos, mantras, curas espirituais e outros trabalhos igualmente importantes. No facebook, são publicados resumos semanais das palestras. Esta semana, a palestra do Celso Amadeu foi tão elucidativa que resolvi copiar o resumo aqui, para que os amigos do blog possam conhecer um pouquinho daquele cantinho que eu amo tanto.  



PALESTRA NO GAF ( PORTAL DE SANANDA ) 11/12/13

Tema: “O espírito”


Todo espírito prova sua elevação quando todos os atos de sua vida física mostram a prática das leis divinas e a sua compreensão da vida espiritual. O espírito provém de Deus e para Ele volverá um dia, após percorrer o ciclo imenso dos seus destinos.

Por mais baixo tenha descido ou por mais estacionado esteja, cedo ou tarde, pela atração, se elevará para prosseguir.

O espírito busca sempre o conhecimento e sua assimilação, tendo como objetivo completar seus atributos de perfeição (amor, beleza e verdade) e, ao mesmo tempo, procurar libertar-se da escravidão da matéria.

Para o espírito não existe limites, pois há sempre um plano superior a alcançar e uma nova perfeição a realizar.

Diante de cada espírito, um futuro grandioso se apresenta,  pois, a cada efusão de amor e a cada pensamento generoso, sua vibração se eleva em progressão crescente na escala do seu destino. À medida que se afasta das esferas inferiores, vai percebendo as altas manifestações da justiça, da inteligência, da bondade e do amor.

Tudo é gradual na vida do espírito. A cada grau de evolução obtém sabedoria, luz e angelitude correspondente ao seu estado receptivo de compreensão. Quando seu corpo fluídico se torna diáfano, transparecem as radiações elevadas e puras que lhe possibilitam compreender, apreciar e recordar os esplendores do infinito de Deus. Chegando a esse estágio o espírito terá vencido toda paixão, toda tendência para o mal, libertando-se do jugo da matéria e da lei dos renascimentos.
Entra, em definitivo, nos reinos divinos, só regressando para realizar missões sublimes.


Tema: “Personalidade”

Parte da humanidade está renascendo de suas próprias cinzas, procurando a verdade para ser feliz.

Essa busca está levando à reflexão e à meditação que proporcionam o entendimento libertador dos desejos e das fascinações do mundo material.

No entanto, é preciso disciplina, o negar a si mesmo, tomando a própria cruz e adentrando pela porta estreita que exige rigorosa observância das imperfeições e o fortalecimento das virtudes.

O espírito é Luz e a personalidade, cega, sempre ligada aos desejos e apelos terrenos, geradores de dor e aflição, a porta larga.

A cadeia de existências é contínua. Por isso, a personalidade reaparece em novos renascimentos para aprender ( o que raramente acontece) por não conseguir fugir do círculo vicioso de erros e quedas.

Entre as muitas ignorâncias na vida da personalidade, a que mais a tem prejudicado é o desconhecer o ato de “dar-se”. É a ideia errônea que impera no mundo, o de que pedindo é que se recebe, o que lhe tem acarretado sérios danos, impedindo-a se transforme e evolua.

É preciso abandonar por completo a visão materialista de que o corpo físico é o espírito, adotando a visão espiritualista de vida que consiste na verdade de que a personalidade é a manifestação do espírito no corpo de carne.


Tema: “Destino”

Cada um de nós renasce na condição trazendo a herança, boa ou má, de um passado de acertos ou de erros.

Reaparecemos no plano físico para vivenciar um novo ciclo onde acertaremos dívidas, fortaleceremos virtudes e conquistaremos novas capacidades que nos permitam acelerar a marcha do nosso progresso.

Nossa perspectiva de evolução indica um plano e um fim: conquistar a perfeição. Entretanto, essa conquista não pode realizar-se em uma só existência (por mais longa que seja). Então, é preciso renascer inúmeras vezes para obter-se conhecimento, praticá-los e progredir.

É à custa de muito esforço, lutas e sofrimentos que abandonamos nosso estado de ignorância, subindo degrau a degrau, através de inumeráveis renascimentos no físico e no espiritual.
Como a lei de justiça age no nosso destino, levamos ou trazemos a semente que plantamos, para que frutifique e dê bons frutos.

O bem e o mal praticados constituem a única regra do destino, pois é na ação sobre todas as coisas que a lei de justiça exerce influência em nossas vidas.

Essa lei fixa as condições para cada renascimento, traçando as linhas principais de cada destino. Por isso é que há pessoas más que parecem felizes e pessoas boas que sofrem… É que a hora da reparação soou para estas, porém, em breve, soará também para aquelas.

O que rege o destino é a lei de responsabilidade, que demonstram a necessidade de todo ato recair no destino de cada um.

Nosso objetivo é então o aprimoramento moral, que, nos libertando das amarras dos erros, nos conduza à um destino feliz.

Paz e Luz!


(Favor compartilhar)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O que você achou? Deixe sua opinião. Ela é muito importante!